Cabelo: Corte, cuidados e análise capilar

Algumas vezes, quando eu era mais novinha, minha mãe cortou meu cabelo curtinho e eu claramente não gostei! Peguei um trauma tão grande que nem passava perto de cabeleireiros e quando ia era só pra “tirar as pontinhas”. Sempre quis participar do Cabelaço, mas meu apego não me permitia, sempre pensava “vou deixar crescer mais e aí eu doo”, mas o dia de doar nunca realmente chegava.

Apareceu o evento do Cabelaço de outubro rosa na minha timeline, foi a minha chance. Não pensei, apenas marquei e no dia fui para o corte. Estava nervosa e apavorada com a possibilidade de sair de lá com um comprimento que eu não gostasse.

meucabelonov16-santaironia

Claro que me ver no espelho com menos da metade do meu cabelo foi um choque, mas a causa é tão linda que eu só foquei nas guriazinhas que ganhariam as perucas me obriguei a ser positiva. Não é que eu estou amando o corte?!

Meus dias têm sido muito mais práticos e muito mais leves. Ainda estou me acostumando, aprendendo a usar essa cabelo que em nada lembra o que eu tinha antes. Meu fio está mais solto e fica modelado por mais tempo. Dependendo de como eu seco, consigo fazê-lo ondular muito e por muito tempo, coisa que antes era impossível!

Beijos, Vi.
Facebook | Twitter | Instagram | Canal

Talvez você goste desses

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *