Resenha: Água para elefantes

Não gosto da Reese e também não sou apaixona pelo Robert e isso acabou me deixando um pouco receosa quanto ao filme e ao livro “Água para elefantes”. Mas minha amiga falava tão dele, mas tendo a mesma opinião que eu sobre os atores que eu decidi tentar.

Primeiro li o livro e me apaixonei! Esquece esse bando de gente famosa do elenco e foca na história,Vic!

O livro é ótimo, a história é linda e me prendeu desde o início. Acabei compactuando com a Rosie, odiando o August, amando o Jacob velhinho  e achando a Marlena uma abobada. Como ela fi… Ah, não vou soltar spoiler, quero que vocês leiam!

A capa original do livro é essa:

E a que eu ganhei é essa: ( cavalo dado…)
Essa como a  maioria dos livros que ganham filmes, foi reeditado e ficou com a capa igual ao banner do filme /trite
Eu acho muito mais bonito quando o livro tem a capa normal, sem nenhuma ligação com o filme… Mas isso é discussão pra outro post! haha

 FICHA TÉCNICA:

Autor: Gruen, Sara
Editora: Sextante
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
“Água para Elefantes” é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.

Agora, o filme. ELES TIRARAM AS PARTES MAIS LEGAIS pra mim 🙁 No livro o Jacob está na casa de repouso e lembra do seu passado. Já no filme ele está lá no circo que chegou na cidade (citado no finzinho do livro) e conta a sua história de vida pro dono do circo. Mas mesmo assim, o filme é bem legal. Se eu não tivesse lido o livro, talvez eu tivesse gostado mais do filme.

Trailer:

Continue Reading

Livro: Água para elefantes

Não gosto da Reese e também não sou apaixona pelo Robert e isso acabou me deixando um pouco receosa quanto ao filme e ao livro “Água para elefantes”. Mas minha amiga falava tão bem dele, mesmo tendo a mesma opinião que eu sobre os atores que eu decidi tentar.

Primeiro li o livro e me apaixonei! Esquece esse bando de gente famosa do elenco e foca na história,Vi!

O livro é ótimo, a história é linda e me prendeu desde o início. Acabei compactuando com a Rosie, odiando o August, amando o Jacob velhinho  e achando a Marlena uma abobada. Como ela fi… Ah, não vou soltar spoiler, quero que vocês leiam!

A capa original do livro é essa:

E a que eu ganhei é essa: ( cavalo dado…)
Essa como a  maioria dos livros que ganham filmes, foi reeditado e ficou com a capa igual ao banner do filme /trite
Eu acho muito mais bonito quando o livro tem a capa normal, sem nenhuma ligação com o filme… Mas isso é discussão pra outro post! haha

 FICHA TÉCNICA:

Autor: Gruen, Sara
Editora: Sextante
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
“Água para Elefantes” é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.

Agora, o filme. ELES TIRARAM AS PARTES MAIS LEGAIS pra mim 🙁 No livro o Jacob está na casa de repouso e lembra do seu passado. Já no filme ele está lá no circo que chegou na cidade (citado no finzinho do livro) e conta a sua história de vida pro dono do circo. Mas mesmo assim, o filme é bem legal. Se eu não tivesse lido o livro, talvez eu tivesse gostado mais do filme.

 

Continue Reading

Resenha: Triângulo das águas

Lembram que falei dos livros que ganhei e os que comprei? Então, eu já li alguns deles e o primeiro foi o do Caio Fernando Abreu: TRIÂNGULO DAS ÁGUAS.

O próprio Caio Fernando Abreu definiu este livro como sua obra mais atípica. “Não o escrevi, fui escrito por ele.”O Trinângulo é formando pelas três novelas que contém esse livro, publicadas originalmente em 1983 e revistas pelo autor em 1991. Nele, o leitor encontrará um retrato desesperado da contemporaneidade, repleto de imagens sensoriais, descritas com uma linguagem lírica e poderosa.O livro foi escrito no Rio de Janeiro, mas o cenário dos contos vai desde a noite gay de São Paulo, até um pequeno sobrado numa ruazinha calma. Ambientação à parte, o tema central de todos eles é a solidão dos personagens, que, ao mesmo tempo, anseiam e repelem uma relação mais humana e profunda com outras pessoas.

Ganhei esse livro do meu primo, no meu aniversário ano passado. Eu conhecia Caio F. só das frases do Tumblr e um trechinho ou outro de livros dele que não sei os nomes, então foi um tiro no escuro. Eu esperava uma história fofinha, romantiquinha e cheia de frufru. Com uma protagonista que sofre do inicio ao fim do livro por um amor impossível. Coisa mais clichê impossível! Mas me surpreendi.
Como diz na sinopse, o livro é dividido em três contos ou novelas e tem um capítulo de introdução que explica no que o Caio estava pensando quando escreveu cada história. são textos bem complexos, diferentes de tudo que eu já havia lido. Pois as histórias são mais pesadas. Gostei bastante do fato de envolver as características dos signos – inclusive do meu -. Confesso que tenho uma predileção especial pela história do marinheiro ( a mais levinha).
Não concordo com a regra das censuras, cada um sabe o que quer e o que não quer ler, então já aviso, não é um livro que os puritanos vão gostar. Tem que ter a mente bem aberta e ser livre de preconceitos.
Continue Reading

Livro: Triângulo das águas

Lembram que falei dos livros que ganhei e os que comprei? Então, eu já li alguns deles e o primeiro foi o do Caio Fernando Abreu: TRIÂNGULO DAS ÁGUAS.

O próprio Caio Fernando Abreu definiu este livro como sua obra mais atípica. “Não o escrevi, fui escrito por ele.”O Trinângulo é formando pelas três novelas que contém esse livro, publicadas originalmente em 1983 e revistas pelo autor em 1991. Nele, o leitor encontrará um retrato desesperado da contemporaneidade, repleto de imagens sensoriais, descritas com uma linguagem lírica e poderosa.O livro foi escrito no Rio de Janeiro, mas o cenário dos contos vai desde a noite gay de São Paulo, até um pequeno sobrado numa ruazinha calma. Ambientação à parte, o tema central de todos eles é a solidão dos personagens, que, ao mesmo tempo, anseiam e repelem uma relação mais humana e profunda com outras pessoas.

Ganhei esse livro do meu primo, no meu aniversário ano passado. Eu conhecia Caio F. só das frases do Tumblr e um trechinho ou outro de livros dele que não sei os nomes, então foi um tiro no escuro. Eu esperava uma história fofinha, romantiquinha e cheia de frufru. Com uma protagonista que sofre do inicio ao fim do livro por um amor impossível. Coisa mais clichê impossível! Mas me surpreendi.
Como diz na sinopse, o livro é dividido em três contos ou novelas e tem um capítulo de introdução que explica no que o Caio estava pensando quando escreveu cada história. são textos bem complexos, diferentes de tudo que eu já havia lido. Pois as histórias são mais pesadas. Gostei bastante do fato de envolver as características dos signos – inclusive do meu -. Confesso que tenho uma predileção especial pela história do marinheiro ( a mais levinha).
Não concordo com a regra das censuras, cada um sabe o que quer e o que não quer ler, então já aviso, não é um livro que os puritanos vão gostar. Tem que ter a mente bem aberta e ser livre de preconceitos.
Continue Reading

Resenha Ludurana Carackle

Então, eu estava pintando minhas unhas ontem e decidi usar o Ludurana Crackle Viridian que eu havia ganho alguns dias atras, mas me decepcionei. Eu o coloquei sobre outro verde mais neon (102 Abacate – Lissa)  e não ficou muito bonito, não.
Fiquei com tanto ódio que nem tirei foto, mas prometo que tento de novo com outra cor embaixo e dessa vez mostro o resultado.

Além de não aparecer direito o crackle, ele tirou o esmalte que estava embaixo. Pode ser que da próxima vez de certo, mas por enquanto eu to odiando o Ludurana.

Continue Reading