A vida é trem bala, parceiro

avidaetrembala

A gente nunca para pra pensar na finitude das coisas. Focamos tanto em viver o hoje, adquirir coisas e crescer ( na vida, na carreira ou na conta bancária) que esquecemos de viver. Não somos eternos e não podemos ter tudo, mas o trabalho, as obrigações, a escola, a faculdade cobram tanto que os dias passam em um borrão.

Eu tenho a honra de ter vivido tudo o que vivi e convivido com pessoas que me ensinaram tanto, me tornaram tão melhor e tão mais eu. Infelizmente só o que posso levar delas é os sorrisos e tudo o que me ensinaram, mesmo sem dizer uma palavra.

Se eu pudesse voltar, apenas teria abraçado mais forte, afofado mais e dito mais vezes o quão importante eles são. O que poderia ter sido será sempre melhor que o que é.

A cadeira estará sempre a espera de alguém que não voltará mais, o lugar da mesa sempre guardará a lembrança de sua dona, a ponta do sofá será eterna lembrança de quem se foi.

Em meu coração, a risada, a forma de falar e todo o amor que somente a eles pertence.

Eu não sabia como voltar, não me parecia certo voltar depois de meses e fingir que nada aconteceu, que tudo está no mesmo lugar, quando não está. Eu perdi muito nos últimos meses, acabei me perdendo no caminho também, mas agora que tudo está mais calmo e aos poucos a vida foi voltando aos eixos, me sinto bem o suficiente para voltar a ativa. Estou aprendendo quem é a nova Victória e nada mais justo que deixar vocês descobrirem comigo.

Beijos, Vi.
Facebook | Twitter | Instagram | Canal

Continue Reading

Olá, ano novo!

anonovo-santaironia

Olá, ano novo!

Sejas muito bem vindo!

Não repara na casa bagunçada, as coisas se ajeitam com o tempo e de tempo entendes bem.

Ano novo, não fazes ideia das coisas incríveis que aconteceram no ano que se encerra e das coisas ruins também. Foram muito sorrisos e muitas realizações. Foram muitos choros de despedida e feridas dolorosas. Crianças nasceram, deram seus primeiros passos, assim como pessoas cumpriram suas missões e partiram em uma nova jornada. O que seria do rosa sem o azul, não é?!

Eu cansei de montar expectativas altas e esperar que o mundo simplesmente colocassem em ti, Ano novo, as soluções dos meus problemas e a realização dos meus sonhos. Hoje tudo que eu espero é ter forças para conseguir tudo sozinha. Não acredite em nada que teus irmãos te contaram, eles conheceram uma versão tão antiga de mim, tanto coisa mudou ao longo dos anos que eu mesma me assusto com minhas atitudes, às vezes.

Não quero te assustar, estas recém assumindo o cargo, nem bem entendes o que precisas fazer, na verdade só assumes depois do carnaval, eu sei! Mas preciso te avisar antes que o que verás não é muito bonito, a humanidade anda muito atrapalhada, mas não se deixe amedrontar. Vai melhorar, nós vamos melhorar!

Assim como pedi a teus irmãos, que já fazem peso sobre minhas costas, seja feliz! Muito além do ditado de que gente feliz não enche o saco alheio, apesar de por isso também, mas por felicidade atrair felicidade. Nós estamos tão cheios de coisas tristes. Como disse, só o que te peço é que sejas feliz, para nos fazer felizes. Que sejas calmo, para nos ensinar a ter calma. Que sejas amável, para que aprendamos a amar também.

O resto?! Bem, o resto nós damos um jeito!

Com amor, Vi.
Facebook | Twitter | Instagram | Canal

Continue Reading

Borboletas coletivas

90e279dadc0a0cb9e68de439abde0905

Ei, você! Senta aqui, vem. Preciso muito conversar…

Já faz um tempo que as coisas não estão mais sob controle, chego a me perguntar se, em algum momento, elas realmente estiveram. Eu sei que jurei mil vezes nunca mais me entregar assim. Ninguém sabe lidar com tamanha entrega, não hoje em dia, quando tudo vem tão fácil e é tudo tão superficial.

Eu sempre me jogo de cabeça, esqueço que minhas asas já são fracas e não me ajudam em nada a essa altura. Me pergunto onde foi parar todo aquele amor que nos disseram existir. Não falo de príncipe encantado, nem de metade da laranja, mas da vontade de estar junto, compartilhar a cama, a casa, a vida, os sonhos.

Em cada frase, em cada música, em cada “dorme bem”, busco um significado nas entrelinhas, algo do tipo “isso é tudo o que eu queria te dizer”, mesmo sabendo que ele não é dado a essas coisa. Frases são só frases, existem outras mil pessoas – chutando baixo- que vão ler a mesma frase que eu li e sentir as mesmas borboletas que eu senti.

Sinceramente, eu não me importo de ele ser como é, não mesmo! Mas bem que eu queria que, mesmo ele sendo todo errado, fosse o certo pra mim.

Continue Reading

Considerações sobre o amor

Eu sei que tu deves achar que eu, no inicio dos meus 20 anos não devo saber nada sobre o amor, mas engana-te! Já vivi alguns tropeços e posso dizer que, pelo menos um pouco eu já sei e tenho plena consciência de que sempre há algo mais a se aprender.

Permita-me fazer algumas considerações. Li um texto que mexeu muito comigo e me faz pensar, qual a resposta definitiva para a infame pergunta, o que é o amor, afinal?

Bom tendo em mente que cada um vive experiências distintas e toma por correto o que lhe convém, penso que o amor não é um sentimento isolado, amor é quando vários sentimentos se misturam, tornando impossível entendê-los separados.

Quero, com todas as minhas forças, passar longe do amor banal, propagado tão facilmente pela internet a fora. Quero falar do amor real, o amor que move o mundo de fato, bom pelo menos o meu.

Amor é os pequenos detalhes, um olhar, um sorriso, um toque. Amor não precisa ser sonoro para ser real, em um mundo gritado, o amor quietinho me parece um prêmio a ser conquistado.

Amor é querer o bem do outro, não acima do seu, mas fazer do bem do outro, o bem dos dois. Um não é melhor, um não é mais merecedor, ambos estão em pé de igualdade e merecem ser tão felizes quanto possível.

Amor não é sobre não se separar nunca. A ideia de amor eterno existe, mas não é a ele que me refiro. Amor é sobre valorizar o pequeno infinito compartilhado. Amor eterno é não apagar da memória os momentos vividos, é guardar o carinho e o bem querer pelo parceiro, mesmo que muito tempo se passe.

Amor não é lágrimas. Mesmo sabendo que perdê-lo leva ao choro, o amor não se torna o choro. É sempre importante lembrar.

Amor é uma palavra quando mais se precisa. Amor é cada conselho de pai, mãe, tio, tia, vó ou vô. Amor é também cada história que eles contam, querendo nos mostrar que nem tudo esta perdido e de fato, não está!

Amor é todas as vezes que, mesmo doente, levantas da cama para dar mais água/ração ao teu animal de estimação.

Vejam só que mágica, é por amor que nos levantamos todos os dias. Amor ao trabalho, ao dia, ao ser que ressona ao nosso lado na cama.

É pelo amor mais entregue que uma mãe acorda inúmeras vezes em uma noite para checar seu bebê  e é o mesmo amor que a faz não pregar os olhos, esperando que seu bebê, já crescido, retorne ao lar.

Quem nos ama, ama também cada defeitinho que vivemos lutando para esconder. Amar é gostar do outro por completo, não querer mudar nada além do sobrenome.

Acho válido terminar esse adento com um trecho do texto que desencadeou tudo isso.

“O amor, amor completo é quando você quer o outro sempre perto. Só isso.”
Ique- Thebrocode

Continue Reading

Pré – crise dos 20

Hoje eu resolvi que tiraria um tempo para conversarmos. Nem lembro mais qual foi o nosso assunto na última vez. Aos poucos, o pouco de tempo que temos parece insuficiente até mesmo para descansarmos, quem dirá para manter uma conversar de verdade?!

Venho sendo assombrada por perguntas que eu não consigo responder, o que é extremamente frustrante. Sabes que não tenho paciência para suspenses e odeio não ter controle do mundo nas mãos. É que ás vezes sinto como se não fosse dona de nada, nem de mim mesma e esse fiozinho de poder que tenho sobre os meus dias é o que me mantém sã.

Meus dias, é sobre eles que mais tenho pensado nos últimos tempos. Sabes como é difícil carregar o peso do dia a dia sozinha? Céus, parece que a qualquer momento eu vou desmoronar e o pior ninguém vai perceber, pois não há mais ninguém aqui.

Eu tenho amigos maravilhosos, que me fazem sorrir, mas ainda assim é como se faltasse algo. Falta aquele pedacinho que me fazia sentir incrível, invencível. Era como se nada pudesse me atingir. Hoje me sinto a sombra de tudo o que já fui. Onde foi que tudo mudou, que eu nem pude ver?

Só o que eu tenho certeza é que levantar todos os dias têm sido uma batalha e vejam, eu estou ganhando. Um passo de cada vez.

Acho que está na hora de parar de assistir Comédia Romântica.

Continue Reading

Replay

large (1)

É como se eu estivesse relendo a mesma página de um livro, revendo uma história que já aconteceu. É como se ela ficasse repetindo de novo e de novo e de novo, sem me dar a mínima chance de fugir.

Depois da primeira baixa, demorei alguns meses para me permitir pensar a respeito de tudo o que aconteceu, até que aceitei que não adiantava me fechar para o mundo. A vida é feita de alguns corações partidos e joelhos ralados, acontece. Eu só não esperava que fossem tão frequentes.

Aceitar que feridas fazem parte da vida não quer dizer que eu quero tê-las a todo momento. Como diabos, você chegou até aqui? Eu nem vi quando passou da porta e já está jogado no sofá, como se a casa fosse metade sua e não houvesse nada de anormal nisso.

Você disse que não tinha hora para ir embora e eu não me importei, mas agora que você se foi eu vejo que os dias não são tão interessantes sem você reclamando que a geladeira tá vazia e que o café acabou.

Finais são sempre trágicos, mais para quem fica que para quem parte. Eu tinha esperança que o nosso demorasse mais para chegar, mas você tem mania de me contrariar e logo quando eu tinha me acostumado a dividir a casa, a vida e os planos, você abriu mão do nós para voltar a ser sozinho.

Eu fiquei sem saída. O que me restou foi juntar o que sobrou de mim, improvisar alguns remendos para o que você me levou e esperar que o tempo se encarregue de tirar teu cheiro de todos os cantos por onde você andou.

Afinal esse é o meu destino, ser o refugio que cura as suas feridas, até que estejas pronto a seguir em frente. Sou passagem, nunca chegada. Sou vírgula, nunca ponto final.

Continue Reading

Meus 19 anos

Eu espera algum texto muito filosófico de mim mesma por ter feito aniversário ( foi dia 9/07), mas não há nada de filosófico a ser dito. Chega em um momento em que fazer aniversário deixa de ser algo mega importante. Os dias passam iguais com um ano a mais ou a menos, não faz tanta diferença se foram 17, 18 ou 19.

Me sinto uma velha de 80 anos presa no corpo de uma guria de “quase 20”. Já passei pela crise da idade, mas quer saber?! Não tem o que fazer, não há contra quem lutar. O tempo passa pra todos. Ele não precisa ser visto como um inimigo a derrotar.

Eu queria poder dizer que estou satisfeita com tudo o que vivi até aqui, mas não estou. Tenho a sensação de que ainda há muito pra viver e um mundo inteiro para conhecer. “Alguns infinitos são maiores que outros”, não é!? E sim, assim como a Hazel, eu também queria mais números no meu conjunto ilimitado.  ( entendedores entenderão) 

Enfim, a vida segue normalmente, agora com um ano a mais, mas quem se importa?!

Continue Reading

O melhor que podemos ter

Sempre tive em mente que todos merecemos o melhor. Que devemos sempre querer mais, buscar mais do que aquilo que nos é ofertado, mas li recentemente algo que mexeu com a minha cabeça e que tem me bagunçado bastante.

Não lembro em que blog foi, mas dizia que, talvez, a última oportunidade que dispensamos, fosse a melhor que nós podíamos ter, afinal nada é perfeito, mas por ambição deixamos a chance ir, achando que algo mais está por vir.

Agora pergunto:  E se não tiver “algo mais”? E se aquela, realmente, fosse a melhor chance que podíamos ter?

Alguns dirão que o que é meu vai encontrar um caminho, outros dirão que se for pra ser vai ser, independente do tempo que levar. Bem não sei, mas quero acreditar que quando o melhor que tanto almejamos chegar, seremos capazes de reconhecê-lo.

Lembrar que deixe oportunidades passarem, pensando não serem as melhores, me agonia. Não saber o que estou esperando por “melhor”, também me agonia, mas nada me agonia e me irrita tanto quanto não saber o tempo que vai levar até eu me dar por satisfeita.

Será que isso tudo não é só a gente complicando a vida, pra variar?  Ou eu sendo ansiosa, como sempre?

Não quero assustar ninguém e de bagunçada já chega eu. Não vamos chegar a uma conclusão, acho que nem existe uma resposta certa para as minhas neuras, mas ajuda colocá-las em palavras.

O remédio é continuar vivendo, afinal ” é pra frente que se anda” e deixar que o mundo, ou seria um caso para o cosmos, enfim, e deixar que eles encontrem um jeito de nos fazer perceber qual chance é a nossa chance, mas se ela vier carregando com um cartaz neon, já ajuda.

Continue Reading

É a despedida


Oi!?
É assim que se começa uma carta como essa? É assim que eu digo que não te espero mais e que me sinto quebrada e aliviada por isso? De qualquer forma é isso que tenho pra te dizer e prefiro escrever de uma vez. Sem meias palavras, nem mensagens nas entrelinhas.

Lembra quando tudo começou? Você me mandou uma cartinha com um versinho pronto e eu, com medo de que fosse só armação sua, não respondi. Só te olhei e virei os olhos em um ato tão eu. Não demorou a chegarem outras cartinhas, todas de versinhos prontos. Quantos garotos não tiraram proveito das descrições de comunidade do Orkut? No dia em que brigamos, foi a primeira cartinha que você realmente escreveu. Era o teu jeito de falar, passado para o papel. Sem rodeios. 

Não se preocupe, embora as cartinhas sejam a melhor lembrança daquele tempo, eu não as tenho mais. Rasquei tudo em um acesso de fúria anos atrás. Queria ao menos ter guardado a última. Para provar que em algum ugar do passado você já valeu a pena. 

A pequena distância que se instalou entre nós me ajudou a tomar coragem e evitar entrar novamente em um ciclo vicioso: Eu decidida a te deixar, te chamou para conversar. Você lança uma conversa qualquer, mente que mudou e me convence a te dar mais uma chance. Eu aceito a proposta, você some e eu decido que não dá mais pra continuar. Patético.

Nós nunca fomos um casal convencional e isso era o que mais me prendia a ti. Nós éramos “o errado que deu carto”, fomos contra a opinião de todos que achavam que não duraríamos. Duramos. Foram 5 anos entre ida e vindas.

Ok, já falei demais e acho que você já entendeu. Provavelmente está furioso com a minha audácia, mas ACABOU! Quero, realmente, que tudo dê certo pra você aí. Eu vou seguir em frente aqui.  Cada um no seu canto. Por favor, não dificulta as coisas. Me deixa aqui quietinha, vai!?

Sinto muito,
              Eu.
Continue Reading

Antes que eu comece a te esquecer

“Então liberte,
Ou me aceite
E me diga como
Nós podemos vencer.
Porque eu quero muito saber
Antes que eu comece
A te esquecer.”
 (Let Me Out – Ben’s Brother)
Caio,
A última vez que nos vimos você estava partindo e desde então nem mesmo uma carta me mandaste. Estou em crise aqui, do outro lado do oceano, querendo saber com quem anda, com quantas meninas já esbarraste e se ainda pensas em mim. 
A última carta, mandada há exatamente um mês, continua sem resposta. Você a recebeu que eu sei. O que não sei é motivo desse silêncio, não vejo uma razão para o teu sumiço. Quem disse que nós venceríamos a distancia foi você, eu sempre achei que não daria certo. E veja só quem ainda tenta manter contato…
Já não aguento mais este silêncio, já faz um ano e é difícil viver aqui. Todos me perguntam se estás bem, querem saber quando voltas, mas eu nada sei. Tens me mantido no escuro, ainda me sinto presa a ti, mas não sei até que ponto o sentimento é recíproco. 
Esta será a última vez que te escrevo e se não pretendes voltar pra mim, então me liberte ou me aceite, pare de brincar com meu coração! É a tua última chance de ainda me ter a tua espera. Caso o silêncio permaneça, irei me esforçar para te esquecer. 

O mundo não acabou e você ainda não voltou… 

Com amor,
     Pietra
Continue Reading